quarta-feira, 24 de novembro de 2021

Mediação de Leitura

Nossa mediação de hoje é nacional e trás um texto de Pedro Bandeira retirado do livro "Mais Respeito, Eu sou Criança! Temos certeza que você vai ser envolver nesse vídeo.

O Pedro Bandeira falou um pouco sobre o livro, veja: "Mais respeito, eu sou criança é a reunião de poeminhas que eu gostaria de ter escrito quando tinha oito anos, por aí. Isso porque estes versos são uma espécie de desforra de tudo o que eu queria palpitar na infância e que os adultos não me deixavam falar ou não quiseram ouvir. 
Explico: todo mundo diz que as crianças devem respeitar os adultos. E os adultos? Não têm de respeitar as crianças? Este é um assunto sério mesmo... E, toda vez que um assunto é sério mesmo, o jeito é pensar nele através da poesia. 
Por meio dela, a gente consegue dizer melhor o que sente, o que sonha e o que nos incomoda. A poesia é uma maneira gostosa de tirar o retrato dos nossos sentimentos. Por isso, com essa estranha câmera fotográfica nas mãos, escrevi este livro para você, lembrando-me do tempo em que eu só ouvia: "Cala a boca, menino!", "Pare quieto, menino!", "Vá pro seu quarto, menino, que isso não é conversa pra criança!".

Quem faz a leitura foi a nossa mediadora Ceça Maria. Já viu o vídeo? Aproveita e comenta aqui o que você achou da história e não esquece de compartilhar com os amigos.





segunda-feira, 22 de novembro de 2021

Participação da BCCT na VIII Feira de Leitura

A Biblioteca Caranguejo Tabaiares e outras 13 unidades do Grande Recife entregaram 800 kits de leitura a crianças e adolescentes das comunidades. A ação fez parte da programação da 8ª Feira Territórios Interculturais da Leitura, organizada pelo Centro de Estudos em Educação e Linguagem da Universidade Federal de Pernambuco, e que terminou na sexta-feira (19).

A atividade na Caranguejo Tabaiares aconteceu em três momentos,um pela manhã e dois à tarde, sempre antecipados pela mediação de leitura. Pela manhã, Auda Cavalcanti e Leninha Pereira contaram histórias. À tarde, Laís Cardoso Valdeque Menezes e José Felipe fizeram a festa da garotada. As sacolinhas foram confeccionadas na biblioteca mesmo e continham livros, cadernos e material de desenho.

“Mesmo em épocas de pandemia, estamos levando literatura às pessoas da comunidade, e não deixando de estimular a leitura em variadas formas”, destaca Reginaldo Pereira, coordenador da Biblioteca Caranguejo Tabaiares.

Outras sacolinhas já haviam sido entregues no Festival Literário Xukuru, em Pesqueira, Agreste de Pernambuco, e durante a Feira Literária do Alto do Moura, em Caruaru, também no Agreste.







Exposição dos poemas de Janice Japiassu

A exposição de poemas da escritora Janice Japiassu - organizada pela Biblioteca Comunitária Caranguejo Tabaiares para o I Festival Literário - O ato de ler na formação humana - saiu da Escola Estadual Maria Goretti, na Madalena, bairro na Zona Oeste do Recife, vizinho à biblioteca, para reforçar a programação da V Festa Literária do Coque (Felic).

Os 21 quadros com poemas da paraibana nascida na cidade de Monteiro estão expostos agora na Escola Municipal Novo Mangue, na Ilha Joana Bezerra, área central do Recife. A mostra pode ser vista até o dia 30 de novembro de 2021. Além de escrever, Janice ilustrava os próprios poemas.

“Essa exposição foi uma das coisas mais lindas que organizamos para nosso Festival. Poder compartilhar com a biblioteca amiga e parceira é um prazer. Porque consideramos ser extremamente importante espalhar e divulgar a rica produção da poetisa Janice Japiassu. Uma maravilha que não pode ficar restrita a uma ou duas escola”, ressalta Reginaldo Pereira, coordenador da Biblioteca Comunitária Caranguejo Tabaiares, localizada no bairro da Ilha do Retiro.


Janice Japiassu nasceu na cidade de Monteiro, na Paraíba, no dia 23 de agosto de 1939. Ainda muito pequena sua família mudou-se para Sertânia, no Sertão de Pernambuco. Faleceu no Recife, em 20 de maio de 2019. Estudou filosofia, cantava, pintava, costurava, desenhava. Escreveu pelo menos dez livros, entre eles O reino das águas, pela Fundação de Cultura Cidade do Recife, e chegou a editar as próprias publicações, como As quatro estações da lua nova e Os poemas para os arcanos do tarô, que resultaram na criação de sua própria versão desse jogo de cartas. Sempre teve um espírito libertário, transformador. Sempre fugiu da mesmice.








quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Mediação de Leitura

Não vamos terminar essa semana sem história por isso recebemos @crislayneohana contando "Quando me Descobri Negra de Bianca Santana e ilustrações de Mateus Velasco.
Essa semana estamos com uma série de atividades na biblioteca fazendo referência a consciência negra, data tão importante para nosso povo. Aproveita e conta o que você achou do vídeo e não esquece de compartilhar com os amigos.



terça-feira, 16 de novembro de 2021

Fórum Comunitário Caranguejo Tabaiares


O Fórum Comunitário Caranguejo Tabaiares, uma parceria entre as organizações que atuam na comunidade - @grupoadolescer, Biblioteca Comunitária Caranguejo Tabaiares e @caranguejotabaiaresresiste - promove, na tarde desta quarta-feira, 17 de novembro, uma ação de agendamento para a vacina contra a covid-19 . Será na sede do Grupo Adolescer e na sede do Coletivo.


O objetivo é facilitar a vida de quem ainda não conseguiu marcar a vacinação. Para isso, bastar levar os seguintes documentos: comprovante de residência e CPF, para programar a primeira dose.

Para a segunda dose, é preciso ter em mãos o cartão de vacinação, CPF e senha de acesso ao sistema.
Não deixe de comparecer, unidos venceremos o coronavírus.